quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Ghee



Como falei anteriormente, alguns produtos oriundos da vaca são utilizados tanto para a alimentação como para as terapias ayurvédicas.

O ghee, por exemplo, é uma manteiga clarificada, semelhante a manteiga de garrafa produzida no Nordeste brasileiro. Em sua preparação, toda água e os elementos sólidos da manteiga são removidos pelo aquecimento lento e contínuo, até que reste somente um óleo de cor amarelo-âmbar e aroma refinado.

O Ghee tem propriedades emolientes e serve de base em técnicas de massagens, pois nutre tecidos profundos, sendo muito bom para peles secas e para prevenir rugas.

O Ghee ajuda a equilibrar os doshas. Também é extremamente benéfico para o fígado, útil para inflamações gastrointestinais e no combate a úlceras. Ajuda a equilibrar o Agni, que é o fogo digestivo no organismo.

O Ghee ainda fortalece o sistema imunológico, ajuda no tratamento de problemas nos pulmões, ajuda a melhorar a memória e é utilizado em algumas técnicas para refrescar e nutrir os olhos. E realmente funciona.

Tive esta experiência, pois durante o tratamento na Índia, ficava todos os dias com os olhos embebidos no ghee, por quinze minutos. ( explicarei em outro post esta terapia).

Hoje, para manter a lubrificação do olho ou quando estou com a vista muito cansada, devido ao excesso do uso do computador, coloco duas gotas de ghee e imediatamente qualquer desconforto é aliviado.

Ele é um ótimo purificador dos canais e condutos do organismo. Além disso, a Ayurveda ensina que o Ghee ajuda a desenvolver o sentimento de amorosidade, compaixão e contentamento nos indivíduos.

No seu dia-a –dia, você pode substituir todos os óleos, manteigas e margarinas pelo ghee. E em alguns meses perceberá os benefícios no seu corpo.

Quer saber como fazer? Mesmo sendo um processo demorado vale a pena, pois os benefícios são extraordinários.


Ingredientes: 2 quilos de manteiga de leite de vaca sem sal

Modo do preparo:
Em uma panela de aço com fundo bem grosso ou de alumínio bem grossa, despeje a manteiga. Aqueça-a até a fervura; abaixe o fogo, que deve ser mantido constante e sempre baixo, até o final da purificação da manteiga. Com uma escumadeira, vá retirando a espuma, sempre tomando cuidado para não queimar o fundo.
Depois de cerca de uma hora e meia (o tempo dependerá de quanta água e impurezas a manteiga tenha), não haverá mais espuma sobre o óleo. A manteiga transforma-se em um óleo de cor âmbar dourado, transparente. Passe o óleo por uma peneira de aço bem fina ou coe em um coador novo de pano e guarde o óleo em vidros com tampa larga.
O ghee pode ser armazenado sem refrigeração, solidificando com a perda da temperatura.

Muita saúde a todos

3 comentários:

Manu disse...

Estou aprendendo muito com seus posts... Até já mudei um pouco minha alimentação.

Beijos Boa Tarde!!!!

Namastê!

pinky disse...

obrigado Laura, aqui encontrei a receita, vou exprimentar.
beijinhos

Marcia S. Zen disse...

Olá Laura...

Vc pode tirar uma dúvida sobre o Ghee: já ouvi falar que ao preparar o Ghee são eliminadas as toxinas da manteiga comum.
Que toxinas seriam essas?

Abç,

Marcia