sexta-feira, 28 de novembro de 2008

AHIMSA X Terrorismo



Quando se estabelece a não-violência no pensamento, na palavra e nas ações, a natureza agressiva de um homem é banida, e os outros, quando se encontram na presença deste homem, abandonam sua hostilidade.” (Sutra 2.35 – Yoga Sutras de Patanjali)

Taj Hotel e Café Leopold, lá já estive. No gramado em frente do Hotel, as crianças brincavam de pega-pega, casais sentados no tapete verde fitavam-se com um olhar apaixonado, famílias faziam piquenique. Parecia que estavam no céu.

No Café, muitos turistas trocavam suas novidades em meio ao agito dos garçons que traziam cerveja e cigarros para os mais falantes, e porções apimentadas para os mais famintos. Uma áurea de felicidade pairava no salão. Todos pareciam ávidos, surpresos e contentes por estarem na Índia.

Bombaim, ou Mumbai, foi a cidade em que aterrissamos quando fui para a clínica ayurvédica, e também de onde partimos na volta para o Brasil.

Muito devo a Mumbai e a seu povo que me acolheu nos piores momentos de minha saúde. Sempre foram gentis e solícitos. Aliás, como pano de fundo e na maioria das vezes como primeiro plano, o povo indiano é sempre assim. Duas dentre as várias qualidades do povo.

A Índia sempre filosofou através de seus diversos pensadores e sábios, e uma das suas contribuições ao Mundo é o conceito de Ahimsa, a NÃO-violência.

Somente o equívoco pode levar à violência.

O sábio Patanjali foi quem escreveu o verso (sutra) acima, em tempos imemoriáveis. Sua prescrição da não-violência é uma das receitas para se atingir a paz para com nós mesmos. Ele nos alerta que toda violência surge primeiramente nos pensamentos.

Mas hoje estou triste, pelos que sofreram com a violência e pelos que a praticaram.

Que haja BONS pensamentos em todos nós. Que haja PAZ........

Nenhum comentário: