domingo, 14 de dezembro de 2008

Budismo - Yagon - Myanmar













Uma vez que estou em um fim de semana Budista, vou aproveitar o embalo e falar um pouco mais sobre esta filosofia.

Já tive contato com o Budismo, pois morava no Rio Grande do Sul e pude conhecer e aproveitar um pouco do Templo Budista Khadro Ling em Três Coroas.

Na palestra que assisti hoje, Dzongsar Rinpoche falou da importância de criarmos o ambiente e as condições para uma prática e uma busca espiritual.

Dentre uma série de conselhos que deu, está o de conhecer lugares considerados sagrados, ou seja, locais que nos lembrem do caminho para se libertar dos sofrimentos e ilusões de nossa vida.

Os locais mais importantes para ele são: Lumbini, Bodhigaya, Varanasi, Kushinagar e mais outros 19. Ir à um desses locais traz méritos para a pessoa. Ainda não conheço estes locais, mas tentarei ir à Varanasi em fevereiro, quando estiver na Índia.

Em 2005, em viagem a passeio e estudos pela Ásia, conheci a cidade de Yagon em Myanmar, antiga Burma ou Birmânia. Um país com a maioria da população budista e com locais de peregrinação muito importantes para o budismo, mas que infelizmente mantém uma ditadura militar muito forte e opressora. Contrastes da vida espiritual.

Na cidade de Yagon, a capital de Myanmar, encontra- se a magnífica estupa chamada Shwedagon. Lá também estão guardados alguns dos cabelos de Buda.

Estupas são monumentos que representam a mente iluminada do Buda.

O local não é apenas importante, ele é motivo de pereginação para todos os monges de Myanmar e alguns outros do mundo. A Pagoda de Shwedagon impressiona, somente a estupa principal tem 98 metros de altura, mais de 26 toneladas de ouro, 3.154 sinos de ouro e quase 80.000 pedras preciosas, sendo 5.000 diamantes, alguns do tamanho de um ovo de galinha.

A história é antiga e chegam aos 2.500 anos de idade, da mesma época em que os irmãos Tapussa e Bhallika trouxeram os cabelos de Buda para o país.

Além da estupa principal, de quase 100 metros, há centenas de outras menores, igualmente folheadas a ouro, e milhares de imagens de Buda, de todas as formas e materiais diferentes.

É uma experiência realmente avalassadora em nossa mente. Um lugar magnífico e inspirador. Milhares de monges, pessoas "normais", crianças monásticas, todos fazendo práticas de meditação, orações e oferendas...

Dzongsar estava certo... O exemplo e o local insipiram nossos comportamentos, "desejos"e busca...

Paz e conhecimento a todos

Nenhum comentário: