sábado, 3 de janeiro de 2009

Doces Indianos


Aqui no hospital está tudo tranquilo. Continuo os medicamentos e a partir de hoje novas terapias serão aplicadas. Ainda não sei exatamente o que, mas assim que souber conto para vocês.

Não tenho permissão para sair do hospital. Devo ficar aqui dentro o tempo todo, mas para ir ao templo que fica na frente do hospital não há restrição.

Meu marido pode sair e voltar quando quiser. Então, ele aproveita para passear na pequena cidade, e fazer algumas compras diárias de frutas, papel higiênico ( que é muito caro aqui), e desfrutar dos doces indianos. Eu não posso comer nada além da dieta prescrita pelo médico, mas dá a maior vontade, pois o cheiro e a aparência dos doces são maravilhoso.

Nas fotos vocês podem ter uma idéia de uma loja indiana de biscoitos e doces. É tudo muito colorido e organizado. E a exposição dos biscoitos aumenta ainda a mais a curiosidade de provar cada um deles.

Os freqüentadores da loja são variados, mas a presença de mulheres muçulmanas é constante.

Como pode-se perceber na foto. Há muitas mesquitas na cidade, e podemos ouvir seus cânticos e determinadas horas do dia.

Todo dia ele traz alguma coisa diferente para comer... mas estes bolinhos da outra foto são seus preferidos. Um deles é feito de coco queimado e açúcar, o outro é também de coco, e o amarelo é de uva passa, mas a massa ainda não descobrimos do que se trata.
Assim que conseguir a receita escrevo aqui...

Paz e saúde

Um comentário:

Bruna disse...

Tive que tecer um comentário aqui, não me contive, heheh! A aparência dos doces é maravilhosa! E, afinal, doces são sempre doces em qualquer lugar do mundo!

Um grande beijo Laura,
Bruna Santiago Almeida.