domingo, 4 de janeiro de 2009

Teatro Indiano - Kathakali

O Rei Bhima



...............Hanumam em meditacao. A rainha com a flor na mao. A rainha e o rei.



Bhima e o macaco em seu caminho. Bhima e Hanuman
Estávamos no quarto e ouvimos um forte batucar de tambores. O som vinha do templo do outro lado da rua. Pensamos tratar-se de mais um ritual religioso. Estávamos enganados. Era a chamada para uma apresentação teatral. Ao invés de fazerem propagandas, eles ficam por 30 minutos tocando tambores e instrumentos de metal para avisar que se iniciará uma peça de teatro, o Kathakali. Os moradores da redondeza sabem que se trata de um espetáculo e vão surgindo aos poucos e ocupando as cadeiras, enquanto os tambores continuam...

Os pacientes do hospital curiosos com o som insistente acabam por se informarem do que está para acontecer e se organizam rapidamente para assistir o teatro. Seriam duas horas e meia de apresentação.

Em pouco tempo vemos da sacada de nosso quarto levas de pacientes saírem pelo portão do hospital rumo ao templo.

Nós também nos encaminhamos para lá, era impossível ignorar o som. Havia um palco montado na frente do templo, e em pouco tempo iniciou-se o espetáculo.

Conseguimos um lugar na primeira fileira e pudemos desfrutar da performance dos artistas.
As máscaras são feitas com tinturas de cascas de árvores e papel. As expressões de face e mãos são fantásticas. E como num cinema mudo, a história vai se desenrolando sem falas, apenas com expressões corporais. Os olhos se movimentam como os de bonecos e a exibição é ritmada com os sons dos instrumentos.

A cena foi retirada de um trecho do épico chamado de Mahabharatha, que conta sobre o período que os reis e rainhas viviam exilado na floresta.

A representação era sobre um momento de amor entre o rei Bhima e a rainha Droupadi, quando ela encontra uma flor exótica e pede a Bhima que lhe traga mais flores.

Bhima, que sempre atende os pedidos de sua amada, entra na floresta em busca de mais exemplares da flor que encantara sua rainha. Com sua força e poder assusta todos os animais da floresta, até que desperta o deus macaco Hanuman que se encontrava em profunda meditação. O poderoso Hanuman decide pregar uma peça em Bhima e se coloca em seu caminho imitando um macaco doente e inerte. Bhima fica enfurecido e ordena que o macaco sai imediatamente de seu caminho, mas Hanuman diz que por ser velho não possui mais força para se mover. Enraivecido, Hanuman tenta retirar o velho macaco com suas próprias mãos. Porém, percebe que o macaco não se move um milímetro. Cansado, desiste da idéia, e percebendo os poderes do velho macaco, pede que revele sua real identidade. Hanuman, enfim, se mostra e revela que no passado fora irmão de Bhima. E que devido a seu vínculo ancestral irá ajudá-lo a encontrar as flores para sua amada.
Paz e conhecimento a todos.

Um comentário:

Márcia Gomes da Silva disse...

Querida Laura
Um Feliz 2009 para vcs...
Bjus a Marcos
E muita luz no teu tratamento
Bjus no Coração
Márcia