quarta-feira, 29 de julho de 2009

Uma Índia de contrastes


Do lado de fora a sujeira completa, o mal cheiro arrepiava, as imagens chocavam, a grande bagunça confundia. Esgotos enormes, ratos, muitos ratos, cabras, porcos, bodes, cachorros e macacos por todo o lado. Ficamos anestesiados. Nem mesmo uma única foto conseguimos fazer.

Do lado de dentro uma paz, uma tranquilidade. O chão limpo, impecável e uma felicidade contagiante por estarem recebendo estrangeiros na sua casa.

Contrastes ... Grandes contrastres. Imagens de uma digna favela para nós ocidentais. Com muita pobreza e miséria. Assim era o redor da casa de um motorista em Jaipur na Índia.

Logo que chegamos na cidade, na primeira vez que estive na Índia, contratamos um motorista para nos levar a todos os locais turísticos .

Depois de alguns dias, a intensa convivência fez que Amitash nos levasse até sua casa a fim de conhecer sua família. De ínicio ficamos apreensivos, mas depois acabamos relando e deixamos-nos ser levados..

As diferenças nos surpreenderam. Por vários dias vimos palácios, fortes, hotéis luxuosos, impecáveis e de repente nos deparamos com uma típica casa simples indiana.

Nada de móveis, objetos. Apenas um grande tapete cobria o chão. Nas paredes, apenas nichos vazios, demonstrando que nada tinham.

Fiquei um pouco com medo. As mulheres rodeavam, me apertavam o braço, o nariz e tocavam na minha mão. Era o contraste de pele, de cultura, de vida.
Meu marido só observava e mantinha conversa com o motorista. Era o único que falava inglês. As mulheres da casa sorriam, faziam gestos, se comunicavam assim....
Serviram um delicioso chai repleto de especiarias...tudo muito simples...
Mas de repente uma grande surpresa. Meus conceitos foram desmoronando.

Cada uma das mulheres, a mãe, a esposa e as filhas do motoristas começaram a tirar saquinhos de jóias de dentro do sari.

Não estava entendendo nada. Um local pobre, sem nada e mulheres munidas de uma quantidade inacreditável de jóias. Ouro, prata, pedras preciosas.

Cada uma queira mostrar mais aquilo que tinha. E não entendiam porque eu não usava nenhum tipo de jóia. Perceberam que fiquei fascinda com tudo o que via. Fizeram experimentar alguns de seus objetos...tornozeleiras, anéis e muito brincos pesados e maravilhosos dignos de uma princesa.

Uma realidade surpreendente e diferente...jamais imaginaria que em um local daqueles, mulheres vestidas com roupas simples, numa casa simples teriam tantas jóias. Mostraram fotos de casamento, aniversários. Elas todas bem vestidas e adornadas com suas belas jóias.

Pura fantasia, pura realidade, puro contraste, Pura Índia.
Paz e saúde a todos...

3 comentários:

Melissa disse...

Adoreiiii.
Muito legal.
sempre que puder conte mais histórias da índia

TEREZA FREIRE disse...

Os contrastes, percebi, são o grande charme da India porque nos vemos refletidos neles... Somos um poço de contrastes, afinal... gostei do blog. Passa no meu pra visitar...www.yoganavida.blogspot.com
bjs

Flávia Paes disse...

Ótimo blog, ótimas dicas. ótimas palavras. Voltarei mais vezes aqui.

abraços
Flávia