terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Educação indiana




Estamos estudando bastante por aqui. Muito conhecimento de saúde e bem-viver.. Fico muito grata por ter esta oportunidade que pode mudar ainda mais a minha vida e de outras pessoas.
Ter acesso ao estudo é uma preciosidade. Aqui na Índia por exemplo, o analfabetismo é muito grande. Segundo o governo 34,9% da população com 15 anos ou mais de idade nunca foi à escola, não sabe ler, nem escrever. O estado do Kerala, no sul da Índia, é uma exceção, 100% da população é alfabetizada.

Ontem o médico que nos dá aula de herbologia comentou que tem um filho de 3 anos e está tentando admissão em uma escola particular. O processo é lento e complicado. As pessoas que não tem condições de pagar escola e precisam de ensino público não possuem muitas vagas. Na rede particular acontece o mesmo.

O médico fez o pedido em 10 escolas particulares diferentes, e apenas duas o chamaram para entrevista. Eles avaliam o grau de escolaridade, condições finaceiras, família, religião, e uma sére de outros pontos importantes para a cultura local. Mas para concorrer às vagas (com mensalidades em torno de R$ 200,00 – caríssimo na Índia), é necessário, assim como em várias escolas públicas do Brasil, enfrentrar filas gigantes, dormir na calçada à espera de uma senha que dará direito ao processo seletivo.

Mesmo tendo formação em medicina, com pós-graduação, ambos os pais, e com boas condições para bancar o alto custo da educação, eles estão tendo dificuldades já que a cada ano as escolas oferecem apenas 50 vagas para 4000 inscritos, na idade de 3 anos.
O processo é difícil no ínicio, mas uma vez na escola, estão garantidas as vagas até a universidade, mas tudo com muito estudo e dedicação.

Saúde e conhecimento a todos.

Um comentário:

Beaz disse...

Vagas insuficientes na educação pública - um ponto em comum entre o Brasil e a Índia. As crianças daqui fazem "vestibulinho" tentando aprovação nos melhores colégios das grandes metrópoles (e as mensalidades são abusivas). É preciso corrigir tudo no sistema educacional no mundo inteiro. Admiro o trabalho de Joseph Chilton Pearce que faz a crítica construtiva do sistema educacional.
Adoro ler seus posts. Sempre. Obrigada por eles.