sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Herbologia: Aloe Vera - Babosa


Nossos dias em Pune estão quase chegando ao fim. Já estamos aqui há 1 mês, e muito conhecimento já foi adquirido.

As aulas de herbologia ayurvédica estão ótimas... conhecer profundamente as ervas mais importantes da medicina ayurvédica e aprender a utilizá-las, preparar remédios, compostos, óleos para restabelecer a saúde.

Fico muito feliz com tudo isto. O mais importante é que todo conhecimento pode ser facilmente aplicado no Brasil. Temos a facilidade de encontrar ervas nas feiras e supermercados. Podemos plantar, cultivar na nossa própria casa. Temos um país com clima ainda favorável. Nos países europeus não há tanta variedade de plantas e o intenso e gelado inverno não permite que nada cresça.

Uma das plantas mais utilizadas no Ayurveda é o Aloe Vera ( Aloe arborensis) ou Babosa, Kumari, Alóes, e é facilmente encontrada no Brasil.

Existem várias tipos de babosa, mas a considerada mais medicinal é com folhas largas e grandes.

Tem folhas espinhosas de cor verde, com o formato de lanças que crescem numa formação de roseta. Suas folhas são suculentas e repletas de uma poderosa e medicinal "gelatina".

As partes utilizadas são a gelatina interna e o líquido amarelo que escorre logo que cortamos a folha. As propriedades medicinais são muitas. Fiquei impressionada com a quantidade de indicações teraupêuticas que vão desde tratar um simples corte até problemas no fígado, hepatite, tumores abdominais, febre, gota, hemorróidas, etc...

É também considerada um poderoso regenerador e antioxidante natural. Com ações antibacterianas, cicatrizantes, e capaz de re-hidratar o tecido capilar ou a própria pele após sofrer algum tipo de queimadura.

A babosa aplicada sobre uma queimadura, ajuda rapidamente a retirar a dor e cicatrizar a área afetada. Mas deve ser aplicada fresca e no momento que ocorre a lesão.

Paz e conhecimento a todos

7 comentários:

Beaz disse...

Sou adepta da babosa e moro em uma cidade onde são encontradas em terrenos baldios ou mesmo do lado de fora dos muros das casas, em plena calçada. Mas jamais colhi qualquer folha pois é voz corrente que se deve colher apenas antes do nascer do sol. Será verdade isso?

Anônimo disse...

mais boas informaçoes... obrigada por tanto conhecimento e sabedoria compartilhados com seu leitores.
Espero poder ter uma consulta nutricional ayurvédica quando vc voltar ao Brasil.
Tem que abrir logo seu consultório no Rio de Janeiro.

Carla

Laura Pires disse...

Olá Beaz.
Adorei receber seus comentários depois de tanto tempo!!!
Sobre o horário está correto. Aqui também existe esta orientação, cortá-la antes do nascer do sol. Mas em alguma emergencia (corte, queimadura, etc) você pode corta-la fora deste horário.
Um grande abraço e muita saúde

Laura Pires disse...

Oi Carla.
Obrigada pelo seu comentário. Fico feliz que estejas gostando dos posts. Obrigada pela confiança.
Um grande abraço.

nacasadarotem disse...

Olá Laura obrigada pelas dicas maravilhosas há algum tempo passo aqui e eu amo seu cantinho tão especial e suas sábias palavras nossa gostaria muito de conhecer a Índia deve ser fantástico a sua energia,a cultura
Bem eu amo artesanato, reciclagem e vivo inventado artes aparece pra uma visitinha esta convidadíssima
Bjs da Ro.

nacasadarotem disse...

Já te seguindo amiga vou te-la coo Guru
Bjs da Ro.

Anônimo disse...

onde posso encontrar essência ou algum aditivo para fins culinários a base de aloe vera?, a intenção é trabalhar com chocolate com sabor de aloe vera, alguma dica?