terça-feira, 31 de março de 2009

Dicas de beleza - Desafio



Recebi um "desafio" do blog moradadapaz . Este consiste em escrever os meus 7 segredos de beleza, e depois escolher 7 blogs para tentar fazer o mesmo e avisá-los.

A beleza surge tanto de um estado de pensamento, atitutes, comportamentos corretos e tranquilos, quanto de cuidados específicos com a saúde. No Ayurveda, o rejuvescimento do corpo é um dos ramos mais fortes e com tratamentos extremamente eficazes.


A vida diária corrida, momentos muito estressantes geram efeitos nocivos na pele. A exposição demasiada ao sol, iluminação artificial, maquiagens, alimentação gordurosa, cigarros, excesso de bebidas alcóolicas transformam, intoxicam nossos órgãos e estes passam a trabalhar sobrecarregados. Assim acontecem o acúmulos de gorduras ruins, toxinas, células mortas e uma infinidades de processos no corpo que acabam se tornando visíveis.

Percebo que automaticamente estes atos que tenho trazem mais "beleza", evitando problemas de pele, aparecimento de rugas, perda de colágeno, celulites, queda de cabelo, e tantas outras coisas que as mulheres, e hoje em dia alguns homens, fazem de tudo para se livrar ou prorrogar.


Então, segue aí os meus 7 passos diários que resultam em "BELEZA":

1- Lavar o rosto de manhã com produtos da Himalaya. Feitos com folhas neem e cúrcuma (açafrão da terra) para limpar a pele removendo as impurezas e previnir cravos e espinhas. O Neem tem função anti-bactericida e a cúrcuma efetivo controle sobre cravos e impurezas da pele.

2-Massagem com óleos apropriados para o corpo afim de equilibrar o organismo, deixando a pele hidratada e lubrificada. Óleos puros, prensados a frio e medicados e levemente amornados, acalmam a mente e o corpo. Aliviam as tensões e ainda ajudam na produção de "gordura" das articulações dos joelhos, cotovelos e ombros.

3 - Todos os dias faço uma Massagem facial com óleo de semente de uva. Este deve ser prensado a frio e puro, sem adição de óleo mineral. Rico em ácido linoleico, possui grande poder antioxidante em decorrência da presença de vitamina E em sua composição. A semente de uva, por exemplo, tem uma enorme concentração de polifenóis, substância considerada a mais potente inimiga dos radicais livres (toxinas que impedem o bom funcionamento das células no organismo) e já são comprovadamente eficazes contra o envelhecimento da pele.

4- Alimentação equilibrada. Ingestão de muitas frutas e legumes sem agrotóxicos. Evitando os alimentos prejudiciais para o meu dosha segundo o Ayurveda. Uma refeição leve a noite, e sem a ingestão de bebidas como café, chá preto, refrigerantes e alimentos estimulantes, com cafeína depois das 18h, para poder ter uma noite de sono tranquila.

5- Uma prática constante e regular de Yoga e Pranayamas. A Yoga revigora o corpo, fortalece e relaxa os músculos. Gera benefícios graduais e importantes. Bem orientada pode curar doenças e evitar que problemas de coluna, articulações, problemas hormonais, etc, venham surgir no futuro.

6- Os pranayamas fazem uma "limpeza" no corpo como um todo. Ajudam a eliminar as toxinas, principalmente oriundas do estresse diário, e ainda auxiliam a manutenção do corpo estável e a mente mais tranquila e equilibrada.

7- Antes de dormir, para diminuir a agitação mental e física, sempre tomo uma xícara de chá de camomila com erva-doce ou um copo de leite morno com noz-moscada e açucar demerara. Ajudam a relaxar e manter o sono estável.

E além destes há outros também relevantes e não menos importantes que trarei à tona em outros posts....mas uma busca espiritual que traga conforto, ensinamentos positivos em comportamentos, ações e atitutes podem transformar o corpo e a mente de maneira mais profunda e rápida, trazendo o tão sonhado rejuvescimento....

Saúde e beleza a todos....

domingo, 29 de março de 2009

Especiarias indianas - Garam Masala




A culinária indiana é rica em temperos e especiarias. O uso das ervas na alimentação tem um significado muito forte para a vida dos indianos. A importância da boa alimentação para manter o corpo, a mente e o espírito saudável está perpassada por gerações e gerações no decorrer de milênios.

As especiarias tem a função de estimular ou apaziguar a digestão. Promovem a circulação sanguínea, aceleram ou estagnam o metabolismo. Tudo depende da combinação entre elas e também dos alimentos a que estão sendo misturadas. Pura "magia", mas de resultados concretos e reais.

Um dos temperos mais usados na culinária indiana é o Garam Masala. Esta é uma mistura fácil de fazer. Uma combinação de diferentes especiarias, mas que provavelmente você encontrará algumas modificação na receita, dependendo da região. É uma mistura de ervas que promove uma equilibrada digestão. Mas as pessoas com dosha Vata devem substituir o coentro por sementes de feno grego, já que o coentro costuma "arrefecer" a digestão e as pessoas Vata não necessitam muito disto.

Garam Masala pode ser preparado diariamente ou você pode fazer uma grande quantidade e armazenar para utilizar aos poucos. Aqui em casa não dura quase nada, pois diariamente minhas refeições são preparadas com várias especiarias .

Garam masala:

Ingredientes:

2 colheres de sopa de cominho em sementes

2 colheres de sopa de coentro em sementes

1 colher de sopa de pimenta preta em grãos

5 cravos

1/2 canela em pau

Aqueça todos as especiarias numa frigideira pequena, em fogo baixo. Quando ficarem aromáticas, retire do fogo e triture imediatamente. depois é só armazenar em vidro limpo e fosco bem fechado.

Saúde e conhecimento a todos.

sexta-feira, 27 de março de 2009

Happy new year - Gudi Padwa , Ugadi

Desenhos de Rangoli

Hoje para o povo indiano que vive nos estados do Maharashtra, Andhra Pradesh e de partes do Karnataka é dia de festejar o Ano Novo Lunar - um novo começo.

O Gudi Padwa em Maharashtra e Ugadi em Karnataka e Andhra Pradesh são os nomes dos festivais.

Ugadi significa início de um ciclo astronômico. É também o primeiro dia de Chaitra, o primeiro mês do calendário hindu tradicional seguido em Andhra Pradesh e Karnataka.
Esta data esta associada ao Diwali (festival das Luzes), uma festa tradicional da Índia comemorada no final de outubro e início de dezembro. O Gudi Padwa marca o início das colheitas e o Diwali marca fim das colheitas.

As pessoas no dia de Gudi Padwa ou Ugadi, logo pela manhã banham seus corpos de óleo. Rangolis são desenhados em frente das casas. Prepara-se também o famoso "Ugadi Pachadi" em Andhra Pradesh e no Karnataka, o "Bevu Bella".

Ugadi Pachadi que é distribuído a todas as pessoas e possui uma mistura de gostos, os seis sabores estão incluídos (doce, ácido, amargo, picante, salgado, adstringente).
É um prato composto de açúcar mascavo, manga verde, tamarindo, flores de neem, sal e pimenta-de-cheiro verde, e coco.

Pachadi tem um importante significado: que a vida traz diferentes experiências variando do doce ao amargo. Consequentemente cada indivíduo deve aprender as diferentes experiências da vida. O gosto amargo das folhas de neem e o gosto doce do açúcar mascavo simbolizam as tristezas e as alegrias da vida.

No Maharashtra as casas são limpas antes da festa, os desenhos de rangoli também são postos nas entradas das casas. Neste dia, novas roupas são usadas. Também, "gudis" são pendurados na estrada das casas. A "gudi" é um bastão de madeira e no topo é colocado um ponte de bronze ou prata chamado kalash . Fica coberto com um pano de seda colorido e decorado com flores, coco, manga e folhas de neem, que simbolizam as graças da natureza.

As pessoas fazem oferendas com colares de sândalo e açafrão.

Esta é uma época do ano em que os raios do Sol aumentam de intensidade, e o calor e o clima seco aumentam a cada dia. É o início de algumas colheitas, os frutos começam a surgir. É época do "rainha dos frutos" na Índia, a manga, e o cheiro da fruta perfuma o o ar. Tudo é novo e fresco.

Happy Ugadi, Happy Gudi

quinta-feira, 26 de março de 2009

Bhagavad Gita


o Bhagavad Gita é a essência espiritual da Índia, um grande épico, que faz parte do Mahabharata. Até o século 18 seu conteúdo era desconhecido para o mundo ocidental, porém quando passou a ser estudado na Europa transformou-se numa fonte de conhecimento que inspirou diversos dos pensadores que conhecemos, tais como Kant, Hegel, Schopenhauer e até mesmo Einstein e Oppenheimer.

O Mahabharata reconta a história de um grande conflito, que se diz ter ocorrido há cerca de 5000 anos entre dois ramos de uma familia, um piedoso e o outro mau.
O clímax da batalha épica é o momento em que lutaram os dois lados da mesma família em Kurukshetra.
Durante o conflito narra-se a conversa entre o Senhor Krisha e seu guerreiro amigo, o piedoso príncipe Arjuna. A conversa ocorre antes desta batalha, o que inspira e esclarece claramente a Arjuna os aspectos da vida e os direitos e deveres do ser humano dentro da ordem cósmica do universo, dando lhe coragem e determinação para seguir seu destino de guerreiro sem haver culpa pelas mortes que haveria de proporcionar.
As respostas de Krisnha significaram não apenas um benefício momentâneo para questões de Arjuna, mas atinge todas as gerações que viriam. Krishna disse a ele como superar os obstáculos da vida, permitindo que qualquer pessoa que lê o Gita adquira a sabedoria espiritual para ganhar perfeição nesta vida. O Gita esclarece quanto a liberação do corpo físico a partir do conceito abrangente que explica a existência humana, pois ensina a ciência da alma e sua relação com o supremo espírito e a matéria.

O objetivo final do Gita é estabelecer a devoção a Deus, através do desenvolvimento do poder de discriminar entre assuntos temporários e espirituais, ou seja, as verdades eternas.
Todas as instruções do Gita são destinadas a despertar a nossa consciência pura, permitindo-nos entrar num campo maior , o da realização espiritual.
Paz e conhecimento a todos

terça-feira, 24 de março de 2009

Medicina Ayurvédica e Alimentação.





O QUE É COMER A COMIDA CERTA? O QUE É ALIMENTAÇÃO AYURVEDA? O QUE É COMER SAUDÁVEL? O QUE DEVO COMER? QUANTAS VEZES DEVO COMER DURANTE O DIA? QUAIS OS MELHORES ALIMENTOS SEGUNDO O AYURVEDA? POSSO COMER CARNE?.....


Estas são questões que intrigam, geram discussões, estudos e apresentam uma série de recomendações dependendo da linha do profissional que indica. Alguns afirmam que deve-se comer muita carne todo dia, outros um frango ou peixe grelhado é o ideal, outros ainda dizem que devemos beber vinho, café todos os dias, enquanto que outras visões proibem cada um desses itens.

A experiência e conhecimento que tenho é com o Ayurveda. Além de vivenciar verdadeiramente toda esta medicina, incluindo alimentação, estou terminando uma formação em Terapias ayurvédicas, e me dedico várias horas do meu dia pesquisando e estudando o Ayurveda.

Pelo Ayurveda a cura e prevenção das doenças é perpassada por uma série de comportamentos que devem ter ao longo de nossa vida. Estes incluem dieta, uso de ervas, prática de yoga, pranayamas, meditação, massagens e um estilo de vida tranquila e sem exageros.

A dieta é um dos fatores mais importantes. Os alimentos podem curar ou adoecer nosso corpo ou nossa mente. Ás vezes os efeitos não são imediatos, acontecem mais a frente, e muitas vezes as pessoas não conseguem relacioná-los.


Comer saudavelmente para o Ayurveda implicada uma série de recomendações. Nada impossível de se fazer. Até bem pouco tempo, nossos pais, avós ou nós mesmos, dependendo da idade e/ou região em que vivemos, tivemos a oportunidade de seguir muitas das recomendações.

Hoje, por questões de "praticidade", apelo das propagandas, desejo de consumo de artigos diferentes passamos a consumir alimentos nada saudáveis para o nosso organismo. De acordo com o Ayurveda para uma alimentação saudável devemos primeiramente saber escolher nossos alimentos.

O momento da visita ao supermecado é fundamental para iniciarmos uma dieta saudável. O ideal é resumir-se ao setor de cereais, frutas e verduras frescas produzidas sem nenhum tipo de agrotóxico ou pesticida.

A ingestão de alimentos enlatados (ervilhas, milhos, salsichas, creme de leite...), embalados (biscoitos, pães, molhos de tomate, maioneses, sucos de fruta, leites...), processados (queijos, hamburgueres, embutidos, nuggets, catchup...), congelados (lasanhas, pizzas, quiches, verduras, legumes, polpas de frutas...) são contra indicados, assim como refrigerantes, óleos refinados, açúcar branco refinado, adoçantes, etc...

Há alguns anos (40 anos atrás) não existia a variedade de produtos industrializados que hoje vemos nas prateleiras do supermercado. Estes produtos contém diversos aditivos e conservantes químicos, açúcares que se repetem em cada embalagem. Com isso, quando nos permetimos consumí-los livremente saturamos nosso corpo com tais substâncias químicas, que muitas vezes nem mesmo os médicos ou cientistas sabem os verdadeiros efeitos maléficos gerados em nossa saúde.

Sendo assim, nosso organismo passa a ficar intoxicado. Por exemplo, de manhã tomamos um leite de caixinha longa vida com açucar refinado, acompanhado de pão de forma, peito de peru e margarina. Todos estes ítens tiveram alguma substância adicionada em sua fabricação para terem uma durabilidade maior.

Fica claro, que no intuito de nos alimentarmos acabamos por nos intoxicarmos. Se pararmos para pensar, o mesmo se repete no almoço e no jantar. Com o decorrer dos anos vários órgãos ficam saturados e exaustos do constante trabalho de eliminar as toxinas.

Alimentar-se saudavelmete, em primeiro lugar não significa ter uma dieta específica para o seu dosha, sem carnes, com baixa caloria, sem gordura ou sem açúcar. Significa sim, saber escolher corretamente boas gorduras, alimentos naturais, frescos e nutritivos, o açúcar correto, e se for o caso, a escolha adequada da proteína animal ou vegetal a ser ingerida.

No próximo post continuo este extenso, importante e inesgotável assunto para nossa perfeita saúde e equílibrio.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Livro ???


Hoje resolvi começar alguns posts no sentido de responder algumas perguntas...
Sempre respondo por e-mail (caso a pessoa deixe o seu) ou então na própria "janela"de comentários.
Mas como as respostas para as perguntas desses leitores e novos amigos são muito grandes e também podem ser de interesse geral resolvi transcrever por aqui. No decorrer dos dias vou respondendo cada uma delas...

"ALGUÉM ESCREVEU QUE ESTÁ ESPERANDO UM LIVRO SEU, SE É UM PROJETO OU SE JÁ É REALIDADE ?
O QUE É COMER A COMIDA CERTA? O QUE É ALIMENTAÇÃO AYURVEDA? QUERO E DEVO PELO AVANÇO DE MINHA IDADE MELHORAR MINHA ALIMENTAÇÃO.
DIVIDA COMIGO PARA QUE POSSA SABER UM POUCO MAIS DESTES ALIMENTOS E DESTA MEDICINA.
ABRAÇOS ANA RIEDEL "


Obrigada Ana pelo carinho ... Em relação ao livro esperado é verdade. Tenho dois livros prontos. Esperando o interesse de alguma editora para uma possível publicação.

Escrevi junto com meu marido um livro contando a minha história...como tudo aconteceu, desde a busca pelo diagnóstico até as soluções encontradas. Um relato preciso de um verdadeiro tratamento ayurvédico. Quero que as pessoas saibam na realidade o que o ayurveda é capaz de fazer e como tudo acontece... Para aqueles que optarem por este caminho terem uma idéia do que poderão encontrar... Além disso há curiosidadaes da cultura indiana, com seus hábitos e costumes

Já o outro livro é sobre alimentação ayurvédica... Basicamente um livro de receitas vegetarianas, indianas e brasileiras com indicação para cada dosha (Vata, Pitta e Kapha) ....
Em sites, revistas, reportagens na televisão fala-se muito em comer os alimentos certos para cada dosha, não comer carne, comida requentada e alimentos congelados, etc... mas a maioria das pessoas não sabe o que cozinhar ou como preparar uma refeição saborosa abrindo mão de alimentos enlatados, processados, congelados e de carnes.
Então, estudei bastante, testei muitas receitas, aprendi muita coisa na Índia e agora está tudo escrito para compartilhar com todos...

E assim que o livro estiver publicado avisarei no blog.

No próximo post responderei a pergunta sobre o que comer e o significado da dieta ayurvédica.

sexta-feira, 20 de março de 2009

Sadhus - os homens santos da Índia






Este é o trailer de um fantástico filme denominado "Naked in Ashes" ( Nu nas cinzas). Acredito que ainda não tenha tradução para o português, mas quem tiver a oportunidade de assistir terá grandes revelações e aprendizados.

Mostra basicamente as Curiosidades da vida espiritual de um Sadhu: o discípulo que demonstra sua reverência a seu mestre sem nunca deitar ou sentar (ele dorme inclinado sobre um apoio), o guru que anda descalço na neve, o homem santo que puxa um carro com o seu genitais, etc.

A iluminação espiritual é um dos principais objetivos da vida dos hinduístas. E pode ser alcançada por todos. Mas eles acreditam também que muitas vezes é preciso de mais de uma encarnação para atingi-la.

Existem alguns homens na Índia que "entregam" completamente sua vida para a busca espiritual e consequentemente atingir a iluminação. São extremamente respeitados pela sociedade há milhares de anos. São chamados Sadhus, os homens santos.

Antigamente eles eram mais numerosos, mas hoje em dia um número é bem menor, porém ainda chegam a algo entorno de um milhão. Os Sadhus renunciam completamente ao mundo "normal", ou seja , se abstêm de sexo, livram-se de todos bens, não possuem casa, vestem pouca ou nenhuma roupa, deixam suas famílias e comem apenas aquilo que lhes é dado.

Vivem em cavernas, florestas, locais afastados principalmente nas montanhas do Himalaya. São homens que enfrentam baixíssimas temperaturas, excassez de comida, e absolutamente nada de conforto que estamos tão acostumados e desejamos cada vez mais.

Sempre achei que eram um "bando" de malucos radicais. Que ficavam fumando ópio, haxixe o tempo todo. Acreditava que faziam isso por falta de opção e queriam mesmo era dar vazão as loucuras das suas mentes.

Hoje, vejo-os de uma maneira bem diferente... Tenho respeito por seus caminhos e toda sabedoria que adquirem... por suas renúncias e principalmente pela extrema dedicação e devoção aos mestres que lhes ensinam e os inspiram na meditação, na yoga e nos entendimentos da vida, da morte e de todo o universo.

Também percebo que para se dedicar a essa vida espiritual hoje em dia não há mais a necessidade de se viver nas montanhas. Quando tive aulas de yoga com os professores na Índia compreendi que estes são SADHUS URBANOS. Conhecem profundamente o corpo e a mente e se dedicam a profundas práticas espirituais sem, contudo, deixar de atender as demandas da vida moderna.

Antes enfrentavam a vida selvagem destemidamente, mas agora muitos encaram a selva urbana mantendo suas práticas e ensinando àqueles que os procuram.

Que os SADHUS urbanos ou silvestres sejam sempre protegidos pelas boas energias e continuem a nos beneficiar.


Paz e conhecimento a todos

quinta-feira, 19 de março de 2009

As frutas e o Ayurveda




As frutas são essenciais para nossa saúde e bem-estar. E quando falamos de frutas temos de falar de orgânicos. As frutas absorvem facilmente qualquer pesticida e não há como nos beneficiarmos delas quando não são adequadamente cultivadas, o que também inclui a cultura fora de época.

Fruta saudável é a fruta da estação sem manipulação e climatizações artificiais.
As frutas também podem ser usadas no tratamento de diversas enfermidades, tais como gastrite, diarréias, dermatites, problemas oftálmicos etc... A medicina ayurvédica é repleta de recomendações para o tratamento de doenças, inclusive em patologias severas.

Por outro lado, muitas pessoas possuem problemas na ingestão das frutas por não saberem o momento adequado para consumí-las. As frutas são de fácil digestão e essa características faz com que provoquem fermentação no estômago facilmente. Sendo assim, é essencial que se coma uma fruta longe das refeições, para que não gere fermentação dos outros alimentos ingeridos.

No ayurveda poucas são as frutas que se misturam a uma refeição. E aí vai a dica. Somente utilize sucos de LIMÃO ou ABACAXI junto a um almoço. Na hora do jantar o cuidado deve ser redobrado, pois a digestão é mais fraca e a tendência a formação de gases é ainda maior.
Portanto, aproveite para adicionar ao suco de abacaxi folhas de hortelã, que aumenta ainda mais o poder digestivo da fruta e gera um efeito refrescante.

Muita Saúde e conhecimento a todos.

terça-feira, 17 de março de 2009

Importância das cores - Parte 2






As cores tem o poder de introduzir em um ambiente diferentes sensações, emoções...


Para cada pessoa, para cada ser , para cada ambiente a mesma cor pode trazer efeitos um pouco ou as vezes muito diferentes.


As cores influenciam nossas escolhas, nossos comportamentos, nossos desejos...


Pessoas Pitta são mais sensíveis às cores vermelhas e alaranjadas...quando expostas à estas cores seus comportamentos agressivos, raivosos tendem a se manifestar com mais facilidade.


Já as Vatas são estimuladas e tendem a ficar mais alegres , mas se exagerar podem ficar bastante ansiosas e agitadas.


E para pessoas Kapha , o vermelho e laranja, por exemplo são muito benéficos, pois inspiram ao movimento e ação, já que as pessoas deste dosha tendem ser mais inertes e depressivas.


Seguem então mais algumas informações à respeito das cores na cultura indiana:

Azul: Esta cor inspira a harmonia, serenidade e acalma as emoções. Representa o lado frio da natureza. Um ambiente com esta cor ajuda a acalmar a mente, promover a verdade e a fé. Mas tome cuidado, pois o excesso de exposição a esta cor gera sensação de depressão e isolamento.


Violeta: Na cultura indiana esta cor é comumente usada nas mandalas. Uma cor que inspira respeito, inspiração. Um ambiente com esta cor inspira a meditação e tranquilidade. Dispersa a depressão e induz à reflexão positiva. Gera um ambiente apaziguador, mas a exposição demasiada tornar a pessoa muito auto centrada e distante do mundo.:


Índigo: Esta cor reforça a nossa intuição e imaginaçã. Nos ajuda a olhar para dentro, para que se possa compreender a verdadeira natureza da nossa alma e nosso respeito com Existência. Cria um equilíbrio e estabiliza as emoções e sentimentos. Mas a exposição excessiva gera cansaço e fadiga.


Branco: Para o hinduismo o branco representa a pureza e nobreza que gera pensamentos e ações puras. Uma cor que remete paz e conforto. Promove a purificação da alma, do corpo e da mente.


Paz e saúde a todos

segunda-feira, 16 de março de 2009

Olhares que olhei








Olhares que inspiram, emocionam, alegram, entristecem....
Olhares que trazem sensações, lembranças, esperanças...
Olhares de felicidade, sofrimento, desejo...
Olhares sinceros, firmes, frágeis...
Olhares infantis, maduros...
Olhares de inocência...
Simplesmente....
Olhares..........

sábado, 14 de março de 2009

A importância das cores - Parte 1







Na Índia onde quer que você vá tudo é muito colorido, extremamente colorido...

As cores inspiram, anestesiam, fascinam, estimulam, apaziguam...trazem sensações, geram emoções, lembranças, sentimentos, estimulam nossos sentidos, desejos..

A cultura indiana acredita que as cores, além de controlar os aspectos físicos e espirituais do ser humano, exercem uma imensa influência sobre as situações do cotidiano.

A escolha das cores das roupas, dos ambientes, dos alimentos são extremamente importantes para cada momento. As cores estão sempre ao nosso redor e causam um impacto poderoso em nosso estado de espírito. O uso da cor na decoração é uma ferramenta muito importante para o Vaastu, pois cada uma delas nos remete a uma sensação e atitude.

Seguem então algumas especificações sobre as cores na filosofia indiana:

Vermelho: é uma cor auspiciosa e representa o poder espiritual que supera a maldade. Motiva, aumenta a vitalidade. Traz poder, coragem e força de vontade, além de reforçar a lealdade. E ainda inflama paixão e o desejo. Mas deve ser usado com precaução, pois em excesso pode gerar raiva, ansiedade e agressividade.

Laranja: é uma cor que estimula a sensitividade, generosidade e a compaixão. Representa o fogo sagrado que queima as impurezas e lembra a busca da iluminação espiritual. Esta cor estimula a nossa energia e a alegria de viver. Excesso de laranja em um ambiente, ou na roupa pode gerar agitação e tensão nervosa.

Amarelo: Representa a luz espiritual que ilumina a verdade. Estimula a mente e o intelecto para adquirir sabedoria e clareza, aumentando a nossa força interior e auto-estima. Gerando assim, criatividade e curiosidade. Ficar exposto a esta cor por demasiado tempo tende a tornar a pessoa excessivamente perfeccionista.

Verde: Nos rituais hindus usa-se folhas verdes de plantas sagradas para expressar a importância da natureza. Uma cor que estimula a harmonia, o equilíbrio e os sentimentos de calma. Gera propriedades terapeuticas, estimulando a saúde. Está associada com rejuvenescimento e renovação.

Nos próximos posts escrevo mais sobre outras cores.
Paz e saúde a todos

quinta-feira, 12 de março de 2009

Chegueiiii !!!!



Estou de volta.... Bastante cansada e quebrada... O vôo de Mumbai até o Rio é bastante longo e cansativo. Só dentro do avião são aproximadamente 21 horas e mais algumas horas na espera do aeroporto.

Parei em Paris por um dia para descansar, dormir, esticar o corpo, comer e é claro congelar....
E agora estou aqui neste calor úmido do Rio de Janeiro.

Saudades...muitas saudades..da família, dos amigos, dos cachorros,da minha casa, da minha vida...

Saudades da Índia...que me recebeu, acolheu, me tratou como uma filha. A mãe Índia, como os indianos chamam, pois soluciona, ampara várias das questões humanas. Cuida da saúde, nutre, protege, oferece beleza, é rica em mitos, sabedoria e história...

Agora...uma vida nova, expectativas novas, trabalhos novos, tudo novo, tudo transformado...

Longe do hospital, uma sensação de vitória, de gratidão... Tive uma recuperação surpreendente...e uma experiência fantástica e a certeza de que estava no caminho certo, que tudo que fiz nestes últimos 3 anos após o diagnóstico foram importantes e corretos... Tudo confirmou o que acreditava e estava vivenciando...uma melhora, uma recuperação, uma vida saudável sem as limitações, sem pioras, e mostrando que nada... mas nada, é irreversível nesta vida.

Podemos mudar nossos destinos, nossas vidas, nossa mente, nosso corpo... Podemos transformar tudo que queremos...basta encontrar a fórmula correta, verdadeira ... e principalmente aplica-lá seguindo todas as orientações mesmo que nos parecem incoerentes, diferentes e impositivas.

Agora é manter a mesma disciplina e determinação que precisamos ter para seguir qualquer tratamento de saúde, seja ele, alopático, ayurvédico, espiritual, alternativo,etcc.....Tomar os remédios, seguir a dieta, fazer yoga, pranaymas, meditação e manter uma vida tranquila e sem exageros...

Paz e saúde a todos

quarta-feira, 11 de março de 2009

Happy Holi - Festival das cores









Happy Holi !!! Happy Holi !!!

Estas são as palavras mais ditas no dia de hoje na Índia. É um dia especial, muito colorido e festejado até mesmo nas grandes cidades. As pessoas saem as ruas e brincam de jogar pós coloridos e muita água umas nas outras. E é claro tudo regado a muita comida indiana.

O colorido festival de Holi é festejado no dia de lua cheia. Tem uma origem antiga e celebra basicamente o triunfo do "bem" sobre o "mal". Marca o início da primavera.

O Holi é celebrado com nomes diferentes nesta vasta e diversificada cultura da Índia. As tradições para o festival variam um pouco de um estado para outro, mas em todos os lugares a profusão de cores é a mesma.

Varia principalmente por haver várias versões sobre a origem. Em algumas partes da Índia, especialmente em Bengala e Orissa, Holi Purnima também é celebrado como o aniversário de Shri Chaitanya Mahaprabhu . No entanto, o sentido literal da palavra "Holi" é "queima". Existem várias lendas para explicar o significado desta palavra, a mais proeminentes de todas é a lenda associada com o malígno rei Hiranyakashyap.

Hiranyakashyap queria que todos em seu reino cultuassem somente ele, mas para sua grande decepção, o seu filho, Prahlad se tornou um fervoroso devoto do Senhor Naarayana.

Naarayana é a representação do Homem Primordial, a semente de toda vida e a fonte e início da existência humana. Portanto, outro símbolo da vitória do bem e da vida sobre as trevas.

Hiaranyakashyap ordenou Holika, sua irmã , entrar em uma fogueira com Prahlad. Holika tinha um "poder" de que ela poderia entrar no fogo sem qualquer dano a si mesma. No entanto, ela não estava consciente de que a benção só funcionava quando ela entrava no fogo sozinho.

Como resultado Holika é consumida pelo fogo e Prahlad é salvo por sua extrema devoção.
O festival, por isso, comemora além da vitória do bem sobre o mal, o triunfo da devoção.

Lord Krishna também está associado a tradição do Holi , aplicando cores em sua amada Radha e outras gopis, belas mulheres que o acompanhavam. Gradualmente, a brincadeira ganhou popularidade com o povo e se tornou uma tradição.

Existem também algumas outras lendas associadas com a festa - como a lenda de Shiva e Kaamadeva e os da ogra Dhundhi e Pootana. . Todos retratam o triunfar do bem sobre o mal, - definindo uma filosofia para o festival.

E o mais importante da festa permanece até hoje: o espírito de fraternidade e de juntar as pessoas para comemorar. Quando se passa pelas ruelas das cidades crianças jogam àgua colorida. No início pode-se tentar fugir para se manter limpo, mas é em vão, logo todos são acertados por um punhado de pó e àgua que vem de uma direção não esperada. Pronto !!!

Tornou-se Holi e colorido. Afinal as cores são o símbolo da luz e onde há luz não existe trevas. Onde há luz há vida. VIVA a VIDA!!!

Meu amigo Ayush que mora em Delhi me mandou essas fotos da incrível festa colorida .

Happy holi a todos

terça-feira, 10 de março de 2009

Indianos na praia



Estive em Juhu Beach a praia mais badalada do norte de Mumbai. Aos domingos a população se desloca em massa para este local. O engarrafamento nas ruas próximas fica enorme.. carros, rickswas, ônibus, bicicletas, tudo no maior caos e barulho...para enfim desfrutar de um banho de mar e relaxar nas areias da praia.

Mas tudo bem diferente da nossa mentalidade brasileira de desfrutar uma praia. Mulheres não podem tirar a roupa em público, muito menos ficar de biquini. Aqui todos ficam de roupas... As mulheres com seus punjabis, sarees mergulham ou descansam na areia.

Os homens com suas calças e camisas também protegem o corpo...Muitos nem sabem mais o porquê de não podem tirar a roupa, outras acreditam que seja por pudor, mas os conceitos védicos e ancestrais estão profundamente enraizados em sua cultura e costumes. O corpo deve ser protegido do excesso de sol e assim evitar seus malefícios.

Para o ayurveda não devemos nos expor ao sol diretamente mais do que 20 minutos por dia. E para desfrutar, trabalhar, andar na rua em um dia de sol temos que cobrir nosso corpo. A exposição demasiada pode gerar alterações na pele, que é um tecido onde o pitta se manifesta, e problemas como coceiras, dermatites, manchas, câncer, entre outros se desenvolverão com mais facilidade.

Saúde e conhecimento a todos

segunda-feira, 9 de março de 2009

Aprenda a fazer um chapati

Hoje ainda vou falar sobre a culinária indiana. Em qualquer restaurante da Índia podemos nos deliciar com o famoso pão indiano, o Chapati.

O ayurveda considera que os alimentos frescos tem mais Prana -que significa em sânscrito "força vital" - então devem ser preparados diariamente e poucas horas antes da refeição.
Na tradicional refeição indiana, os chapatis, os vegetais e legumes são servidos em primeiro lugar, seguido por arroz e algum curry.

Fiz esse video nas ruas de Mumbai, isso mesmo, na rua... Um grupo de indianos, já com a massa do chapati pronta, que prepararam nas primeiras horas da manhã, estavam abrindo e assando o pão para vender na hora do almoço...



Receita de Chapati.
250 gramas de farinha integral fina (2 1/2 xícaras)
50 gramas de ghee
1 pitada de sal
água morna.

Numa tigela, misture a farinha e o sal, juntando água morna aos poucos.
Sove a massa por 10 minutos ou até estar lisa e firme.
Cubra com um pano úmido e deixe descansar por 30 minutos.

Forme bolinhas de 4 cm de diâmetro e abra cada uma até obter círculos de mais ou menos 15 cm de diâmetro, e 3 mm de espessura.

Aqueça bem a frigideira de ferro ou outra de fundo grosso, e coloque aí o chapati. Espere de 1 a 2 minutos e vire-o.

Com um garfo aperte um pouco para formar bolha, pegue o chapti e leve diretamente ao fogo até que se infle como o balão.

Retire do fogo e coloque o ghee antes de servir.

Bom apetite

domingo, 8 de março de 2009

Halwa de Manga (ralva ou ralava)




Um dos aspectos mais importantes e essenciais para mantermos nossa saúde em perfeito estado é a dieta equilibrada e correta.

Comer nas horas certas, a quantidade correta, o tipo de alimento ideal, não comer comidas preparadas mais de 3 horas antes da refeição, abolir completamente alimentos enlatados, processados e industrializados, comer legumes e verduras frescas são recomendações constantes no Ayurveda.

Por conta de tudo que passei, mudei completamente minha alimentação e passei a pular no supermecado todas as prateleiras, hoje, praticamente só consumo o que está na parte dos alimentos frescos (a feirinha orgânica).

Tive que aprender a cozinhar, mudar hábitos, inserir condimentos, retirar os óleos saturados e refinados assim como farinha e açúcar refinado.

Pesquisei, estudei, aprendi uma nova maneira mais saudável e equilibrada de manter o corpo livre de toxinas e acúmulo de gorduras ruins e produtos químicos... Entendi e percebi no meu corpo as mudanças de uma alimentação correta para o meu organismo, e agora me disponho cada vez mais a compartilhar tudo que aprendi.

Então segue uma receitinha de um bolinho indiano saudável e aceitável para todos os doshas (Vata, Pitta e Kapha).

Receita de Halwa de Manga (leia-se ralava ou ralva)
3 mangas verdes
½ copo de farinha de semolina
½ copo açucar demerara ou cristal
1 colher de sopa de ghee
3 cardamomos moídos
1 copo de água
1. Descasque as mangas, e corte-as em cubos. Reserve um quarto de xícara da manga cortada em fatias finas. Pegue o restante da manga, bata no liquidificador sem água até obter uma pasta cremosa.
2. Aqueça 1/2 colher de sopa de ghee numa frigideira, adicione a semolina e toste ela até ficar bem dourada. Retire do fogo e reserve.
3. Em uma panela funda coloque a água e o açúcar. Aqueça-os lentamente até o açúcar derreter. Em seguida, aumente o fogo, e espere levantar uma fervura e começar a engrossar Adicione o pure de manga e a semolina e fique mexendo para evitar "pegar"no fundo da panela por 15 minutos. . Acresente o cardamomo em pó e as fatias de manga reservadas. Mexa por mais 2 minutos e e em seguida, desligue o fogo.
4. Unte forminhas ou um refratário de vidro com o ghee e coloque a mistura. Deixe esfriar um pouco e coloque na geladeira por cerca de 2 horas.
Depois é só retirar das forminhas ou cortar em cubinhos caso tenha colocado no refratário e se deliciar.
Bom apetite ...

quinta-feira, 5 de março de 2009

Vaastu Vidya - Arquitetura indiana



Além dos conhecimentos e benefícios maravilhosos que a medicina indiana trouxe para minha vida e saúde, tive a oportunidade de conhecer e estudar um outro fascinante tesouro da cultura da Índia.

Meu primeiro contato com esta cultura foi através da arquitetura, já que trabalhava com decoração e arquitetura de interiores.
Estive na India em 2005 para fazer um curso de Vaastu Shastra a sabedoria milenar da ciência do morar. Fiquei extremamente fascinada e surpresa com tanto conhecimento voltado ao bem estar dos seres.
Aprofundei mais meus estudos nesta sabedoria e passei a incorpora-la mais e mais nos projetos de decoração ou apenas utilizando-os para reorganizar e redecorar os ambientes.

O Vaastu tem suas raízes na filosofia védica, surgida aproximadamente 4500 anos. Visa restaurar e manter o equilibrio de nossa casa com o universo e consequentemente trazer mudanças significativas na saúde, felicidade e riqueza daqueles que moram neste ambiente.
Quando aplicamos os princípios do Vaastu na vida, podemos criar um ambiente saudável com condições de harmonia entre o tempo livre e o trabalho, restabelecendo um relacionamento positivo com a natureza.

Na Índia esta ciência ainda é largamente utilizada, são inúmeros os casos de estudo de casas que trouxeram a felicidade de seus residentes e casas que levaram a ruína de famílias. Até mesmo os modernos prédios e condomínios de hoje são construídos de acordo com esta ciência. Nos anúncios dos jornais para vendas de apartamentos e casas sempre há uma nota enfatizando que a construção foi feita seguindo os preceitos do Vaastu.

O conhecimento está enraizado nas famílias. Quando conversava com indianos para saber como organizavam suas casas, eles sempre diziam que orientavam pelos conhecimentos ancestrais de como posicionar os móveis, aproveitar a iluminação natural, os ventos, as cores...


Paz e conhecimento a todos.

terça-feira, 3 de março de 2009

Ayurveda nas ruas de Mumbai





Desculpem a demora. Estava tendo problemas para acessar o site do blog, mas agora parece que voltou a funcionar normalmente....

Estou bem, arrumando minhas malas e me preparando para a volta... Nos últimos momentos aqui resolvi parar e conversar com este senhor nas ruas do colaba.. sempre o via sentado na calçada, mas nunca tinha parado para ver o que realmente fazia.

A sabedoria milenar do Ayurveda se manifesta, se perpetua, continua... em grandes hospitais, clínicas, spas, consultorios e até mesmo nas ruas...

Nas cidades grandes, a modernidade, o ritmo de vida acelerado, o consumo, a rapidez acabam transformando a vida das pessoas, inclusive aqui na Índia. A medicina alopática começa a ganhar espaço, os remédios " milagrosos" e rápidos passam a seduzir, a expectativa de acabar com uma dor em minutos agrada, mas gera consequencias inimagináveis no futuro.

Mas apesar do apelo, da imposição, o Ayurveda permanece e mantém suas fortes raízes trazendo benefícios profundos e duradouros na saúde física e mental de todos aqueles que o procuram...

Hoje tenho certeza disto... e guardo um respeito profundo no coração do trabalho que este senhor da foto desempenha nas agitadas e barulhentas ruas de Mumbai.

Paz e saúde a todos