sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Benefícios ayurvédicos

Minha rotina no hospital está muito tranquila. Tenho aproveitado para estudar, e também desfrutar do belo jardim que há no hospital. Nele, os pacientes e acompanhantes caminham, relaxam, fazem exercícios, meditam e conversam.

Os horários para utilização do jardim são bastante restritos. Durante o panchakarma, ninguém deve expor-se ao sol, ao vento, ao barulho e agitação. Somente entre 6:30 e 9h da manhã ou no final da tarde, entre 17h30 e 20h é permitida a entrada...O descumprimento das "regras" pode comprometer o resultado final do tratamento ou ainda prejudicar ainda mais a saúde.
Depois da minha caminhada diária no jardim, aproveito para conversar com pacientes e "matar" minha curiosidade. Descobrir suas doenças, os tratamentos que estão sendo realizados, os medicamentos prescritos e a evolução ou piora de cada um.

Há diversos tipos de pacientes, mas este ano em especial, o número de crianças e adolescentes com problemas neuro-motores é enorme. Ontem, conversei com a mãe de uma menina de apenas 6 anos, Bindu. A garota nasceu com problemas neurológicos que afetam a fala, os movimentos da face e das mãos.

Este é o segundo tratamento ayurvédico que a menina realiza, e depois de 20 dias, começou a pronunciar alguns sons. A mãe está radiante e confiante, mas disse que pensou em desistir do tratamento. Tiveram um ano bastante difícil, Bindu piorou bastante durante e depois do primeiro tratamento e só começou a melhorar após 4 meses. Tomou remédicos ayurvédicos por 8 meses e retornou ao hospital.
O Ayurveda é lento e profundo. As mudanças ocorrem aos poucos e muitas vezes, certos agravamentos são aceitáveis e previsíveis, por isso a importância de bons e experientes profissionais acompanhando cada caso.

Fiquei ainda mais curiosa...um intenso panchakarma de 28 dias em uma pequena e frágil menina. Achei que fosse difícil aplicar massagens, shirodhara por 1 hora, nasya, basti, etc... Resolvi conversar com as enfermeiras, para ter mais informações e...

Para minha surpresa a menina está adorando. Fica ansiosa pela hora de começar as terapias. Gosta de sentir e ver o óleo "caindo" em sua testa. As vezes chora, fica irritada e sente desconforto...Mas vê tudo como uma brincadeira...e não imagina o quanto e importante é e será para sua vida e sua saúde cada procedimento e extremo cuidado que médicos e enfermeiras estão tendo com ela.

Paz e saúde a todos...

Nenhum comentário: