quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Transformar-se...




Hoje completo 51 dias na Índia. Ainda tenho cerca de 2 semanas por aqui e percebo que as malas estão mesmo lotadas...
Mas percebo algo mais importante que malas recheadas de remedios, livros.... percebo sim o quanto importante foram esses 51 dias por aqui..
o quanto aprendi, o quanto desaprendi!
Na verdade a quantidade de conhecimento que absorvi, que tive a oportunidade de ter contato, de vivenciar...
talvez não foram tão gratificantes quanto a oportunidade que tive de me permitir esvaziar...
Esvaziar tudo... Minha mente, meu coração, meus desejos, minha vida...
Aprendi de verdade o que é a sincera e profunda entrega... e de presente a Índia me trouxe grandes ensinamentos e maravilhosas pessoas para minha vida
A Índia me fez enxergar e descobrir mais uma vez nuances, sentimentos, oportunidades, vivencias que no dia a dia eu mesma não me permitia...
Quando você relaxa, você cede, você permite, a vida acontece, flui ainda mais..
A saúde prevalece, a felicidade impera, o amor transborda, as opotunidades se concretizam...
Hoje, mais do que nunca eu tenho uma unica certeza...

Aceitar que não temos o controle, que o universo tem seu próprio ritmo, a sua propria razao para tantas coisas acontecerem em nossas vida... Respeitar o silêncio, respeitar os dolorosos momentos... e entregar- de verdade...
Agirmos com amor, com verdade, com proposito e sabedoria...
Que a vida ... quando a gente menos espera se transforma...

Muita paz e sabedoria a todos...

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Dias em Pune


Saudades de escrever e compartilhar um pouco dos meus dias por aqui.

O tempo esta bem concorrido aqui!!! mas os dias rendem de uma maneira impressionante.... parece que o tempo anda mais devagar aqui... quando chega a noite, e analiso meu dia...Nossa!!! é inacreditável !!!

Além das aulas teorias , acompanhamento das consultas tenho que ler muitos livros , pois preciso entender melhor certas combinações de ervas e tentar encontrar similares que são mais comuns no Brasil. Nos intervalos, vou para cozinhar ver algumas receitas e aprender a prepara-las.

Estou hospedada na casa da Dra Priya. Ela é casada e seu marido também é medico. Eles possuem dois adoráveis filhos, Parth , 15 anos e Durwa, 7anos.
Depois do jantar, com a família reunida, (os pais da Dra. Priya estão sempre aqui também) aproveitamos para conversar e trocar informações sobre pontos em comum e opostos entre nossas culturas. E além de muito estudo ayurvédico, Parth tem me ensinado um pouco de Marathi a língua falada aqui em Pune e eu o ensino um pouco de português...

Então já perceberam... meus dias estão cheios!!! eles moram num grande bangalô, muito limpo, arejado e muito silencioso. Tenho um quarto e um banheiro só para mim... numa área nova de Pune...com grandes e caras casas e modernos apartamentos.

A clinica é cerca de 5 km da residência e o motorista da família nos leva e nos busca todos os dias.
A comida é preparada por Sarita, e sempre que posso “me transformo” em sua sombra para aprender cada detalhe... a minha intenção era vir aprender mais receitas e ficar na cozinha... mas resolvi apenas copiar as receitas que comemos todos os dias, fotografar, discutir a respeito das combinações e focar meus estudos no diagnostico e tratamento de patologias femininas e nos cuidados com alimentação na preparação da gravidez, durante a gravidez, pós parto, menopausa, emagrecimento no pós parto, emagrecimento na menopausa, infertilidade... questões muito recorrentes no consultório e nos cursos que ministro.

Paz e saúde a todos

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Novos caminhos...




Hoje... completo 25 dias na Índia...
Neste momento, uma mistura de sentimentos...
um final de ano surpreendente, e um início de ano verdadeiramente com novas visões, com novos objetivos, com novas perspectivas...
Arrumo minhas malas... e percebo que muitas coisas que chegaram aqui comigo...realmente não fazem mais parte desta nova Laura...
foram colocadas para fora, foram limpas, foram purgadas...
As situações diárias, os encontros, os desencontros que aqui se fizeram marcaram... definiram, e me possibilitaram enxergar tantas coisas importantes...
o corpo sentiu, reagiu, reclamou...
a minha mente cedeu, aceitou...
o meu coração se abriu, se emocionou, se confortou...
E agora, mas forte e também mais leve eu me entrego, mais uma vez, para os novos caminhos a serem trilhados aqui nesta terra sagrada...
Paz e saúde a todos